fbpx

Falsos cognatos: o que são e qual a sua importância no estudo de espanhol

    NextPrevious

    Falsos cognatos: o que são e qual a sua importância no estudo de espanhol

    Você sabia que a palavra “embarazada” em espanhol tem um significado bem diferente do que você está acostumado em português? Não, ela não tem nada a ver com um momento constrangedor ou embaraçoso. Na realidade, significa “grávida” no idioma. Essa confusão é mais comum do que a gente pensa e acontece devido aos falsos cognatos que existem entre as línguas portuguesa e espanhola.

    Para evitar que essas palavras muito parecidas causem uma situação embaraçada na sua conversação, que tal conhecê-las? Confira, a seguir, quais são os principais casos de falsos cognatos e amplie o seu vocabulário!

    O que são os falsos cognatos?

    Os falsos cognatos, também chamados de falsos amigos, são palavras de grafia ou de pronúncia muito parecidas, mas com significado completamente diferente em duas línguas. É possível dizer, portanto, que apesar de serem termos semelhantes, a sua semântica não é a mesma.

    Esse fenômeno linguístico acontece com todas as línguas, mas o seu efeito é mais notado em idiomas parecidos. É o caso, por exemplo, do português e do espanhol. Por isso, é essencial saber da sua existência e como contornar as possíveis confusões.

    E então, como evitar a confusão?

    A principal forma de evitar os desentendimentos ocasionados pelos falsos cognatos é o conhecimento. Depois que o estudante aprender o que são e quais são os casos mais comuns desse fenômeno linguístico, ele conseguirá saber qual é a forma adequada do seu uso. Em consequência, terá a possibilidade de evitar embaraços como o citado no início deste artigo.

    Por isso, aprenda logo abaixo quais são os principais exemplos de falsos amigos entre as línguas portuguesa e espanhola.

    Quais são os principais casos?

    Esta é a lista que preparamos com os 35 principais falsos cognados em espanhol. É claro que ela é bem mais extensa, mas estes são os casos mais usados no dia a dia dos falantes do idioma.

    Abaixo, você confere a palavra original em espanhol e o seu significado em português:

    • Abono – adubo
    • Abrigado – agasalhado
    • Aceitar/aceite – passar óleo / azeite, óleo
    • Acordarse – lembrar-se
    • Alejado – distante
    • Amador – amante
    • Apellido – sobrenome
    • Bala – projétil
    • Berro – agrião
    • Borrar – apagar
    • Botiquin – Maleta de primeiros socorros
    • Brinco – pulo
    • Cachorros – filhotes
    • Cena – jantar
    • Cola – rabo ou fila de pessoas
    • Chulo – bonito, legal, bacana
    • Cubierto – colher
    • Cuello – pescoço
    • Estofado – cozido
    • Faro – farol
    • Goma – borracha
    • Grasa – gordura
    • Oficina – escritório
    • Latir – bater o coração
    • Largo – comprido
    • Luego – depois
    • Oso – urso
    • Pelado – careca
    • Pelo – cabelo
    • Quitar – tirar
    • Rato – momento
    • Rico – gostoso
    • Salsa – molho
    • Taza – xícara
    • Zurdo – canhoto

    Vale lembrar também que, além dos falsos cognatos, existem também casos de palavras com mais de um significado nesse idioma, sendo que um deles é bem parecido com o português.

    Esses termos podem ser considerados, ao mesmo tempo, um cognato e um falso cognato. Nesse sentido, o verbo “extrañar” em espanhol, por exemplo, pode ser traduzido tanto como “estranhar”, quanto “sentir falta”.

    Agora que você já sanou todas as suas dúvidas sobre os falsos cognatos na língua espanhola e conhece os principais exemplos, que tal continuar lendo conteúdos relevantes como este? Siga a nossa página no Facebook e fique por dentro de todas as dicas que postamos!

    Leave a Comment

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    NextPrevious