Quem somos

O que é o CACS?

O Centro Acadêmico de Ciências Sociais (CACS) é uma entidade estudantil, um órgão representativo responsável por organizar e reivindicar as demandas de todos os estudantes do curso. Estamos localizados no terceiro andar da FAFICH, na sala 3086.

Quem é a Gestão Camará?

Formamos uma chapa composta por 12 integrantes, eleita em Outubro de 2019, e estamos aqui para auxiliá-los durante esse primeiro ano de graduação e representá-los de acordo com suas demandas.

A Gestão Camará se propõe a trabalhar no curso de Ciências Sociais com quatro objetivos principais e vamos nos esforçar ao máximo para alcançá-los junto a vocês. São eles:

COMUNICAÇÃO

SUPORTE AOS COLETIVOS DE LUTA

VALORIZAÇÃO DA LICENCIATURA

OCUPAÇÃO DOS ESPAÇOS

O QUE NÓS PREPARAMOS PARA O ANO DE 2020?

MINI-CURSOS

Teremos dois mini-cursos esse ano um voltado para a licenciatura sobre educação popular e outro voltado para formação afrocêntrica e antirracista, essas atividades serão oferecidas para toda a FAFICH

EVENTOS E ATIVIDADES INTEGRADAS

Além das atividades comuns ao nosso curso, como CaféCACS, CineCACS, as cervejadas e a Copa CACS, iremos propor atividades conjuntas com as outras entidades estudantis para fortalecimento do nosso vínculo político e para a ocupação dos espaços.

OFICINAS

Teremos oficinas de contação de histórias, oficinas de literatura afro-brasileira, bem como para oficinas de normas ABNT para dar aquele up nos artigos e nas nossas futuras monografias

XVII SEMANA DE CIÊNCIAS SOCIAIS

Pretendemos fazer com que esse evento tão importante para nós, alcance pessoas além do nosso curso, e além da FAFICH. Queremos que seja um importante momento de reflexão interativa entre aqueles que participarão

CACS Línguas

O Centro Acadêmico de Ciências Sociais, além de todas as suas atribuições usuais e comuns às outras entidades estudantis, também é bastante reconhecido, dentro e fora da Universidade, pelo desenvolvimento do seu Projeto de Ensino de Línguas Estrangeiras

Estamos no 21º ano de aniversário do projeto de línguas, que conta com professores que trabalham conosco há mais de 10 anos

É a partir do funcionamento do CACS Línguas que podemos oferecer todas as atividades listadas e também financiar as iniciativas dos estudantes como a Revista Três Pontos, algumas atividades propostas pela Meios Jr. e vários outros projetos que funcionam dentro e fora da universidade. Além disso, também mantemos, por meio do projeto, um bolsista do curso que atua na manutenção do LMCS.

 

Quem tem direito as bolsas?

O Centro Acadêmico de Ciências Sociais, além de todas as suas atribuições usuais e comuns às outras entidades estudantis, também é bastante reconhecido, dentro e fora da Universidade, pelo desenvolvimento do seu Projeto de Ensino de Línguas Estrangeiras

Estamos no 21º ano de aniversário do projeto de línguas, que conta com professores que trabalham conosco há mais de 10 anos

É a partir do funcionamento do CACS Línguas que podemos oferecer todas as atividades listadas e também financiar as iniciativas dos estudantes como a Revista Três Pontos, algumas atividades propostas pela Meios Jr. e vários outros projetos que funcionam dentro e fora da universidade. Além disso, também mantemos, por meio do projeto, um bolsista do curso que atua na manutenção do LMCS.

 

Fumpistas da FAFICH

Estudantes de Ciências Sociais

Trabalhadores da Cruz Vermelha

II. COLEGIADO

O Colegiado de Graduação em Ciências Sociais fica localizado no 3° andar da FAFICH, na sala 3082. No colegiado é feito acerto de matrícula, mudança de percurso curricular, pedido para continuidade de estudos, e tudo o que parece burocracia é lá que a gente resolve.

 

  • Contatos: 

 

E-mail: colcs@fafich.ufmg.br   Telefone: (31) 3409-5017   Site: http://www.fafich.ufmg.br/colcs/

 

  • Membros:

 

▬ Ana Beatriz Vianna Mendes (Bia) – Coordenadora

Contato: biaviannamendes@gmail.com

▬ Cristiano dos Santos Rodrigues – Sub-coordenador

 

  • Gestão no Colegiado:

 

▬ Jéssica Braga Marques (TITULAR)

Contato: jjkmarques2018@gmail.com

▬ Sávio Costa e Silva (SUPLENTE)

Contato: saviocostaesilva@gmail.com

III. Sobre o Curso

O curso de Ciências Sociais oferece duas opções de habilitação: o Bacharelado, que forma o profissional voltado para a pesquisa, consultoria, assessoria, ou ainda para a gestão de políticas públicas ou privadas; e a Licenciatura, voltada para o magistério, habilitando o estudante a lecionar no ensino fundamental ou médio. Além disso o curso estuda três grandes áreas: a Sociologia, a Antropologia e a Ciência Política

IV. PERCURSOS CURRICULARES

Licenciatura, Bacharelado, Formação Complementar, Formação Livre e Formação Transversal

 

 

Licenciatura

A formação de Licenciatura em Ciências Sociais forma profissionais capazes de analisar criticamente e de forma ética a realidade social, cultural e política nos âmbitos local, regional e mundial, tendo como destaque as áreas de educação, escola e ensino de Sociologia. A mudança de percurso do Bacharel para a Licenciatura pode ocorrer a partir do 2º período, após a abertura da data estabelecida pelo Colegiado, o aluno deve se apresentar na Central e realizar o procedimento padrão (preenchimento do termo de compromisso geral da licenciatura, disponível no site do colegiado). 

Após terminar a Licenciatura, você poderá optar por cursar algumas disciplinas específicas da área de pesquisa e, se quiser, fazer a continuidade no Bacharelado em Ciências Sociais.

Na Licenciatura, você cursará disciplinas referentes à formação de professores e às estratégias e dinâmicas necessárias ao ensino das Ciências Sociais no ensino médio.

Contudo, você poderá atuar não apenas na sala de aula, mas também na proposição, implementação, gerenciamento e avaliação de políticas, programas e projetos relacionada à realidade da educação no Brasil.

Bacharelado

A opção pelo bacharelado permite trabalhar em organizações que lidam com o planejamento urbano e com políticas públicas, em secretarias, fundações e autarquias. Área de Ciências Políticas, o campo de trabalho abrange atividades em empresas de pesquisas eleitorais e assessorias parlamentares, entre outros espaços. No campo da Antropologia, o profissional pode atuar na elaboração de laudos periciais e de relatórios de impacto ambiental. Os formandos em Ciências Sociais também podem se dedicar à pesquisa acadêmica. 

Além disso, um dos diferenciais ao cursar o bacharelado é que o aluno deve desenvolver, no último semestre, um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e apresentá-lo em forma de monografia.

IV. PERCURSOS CURRICULARES

A. Formação Complementar 

Uma das opções de percurso é a formação complementar, que consiste na formação em um grupo de disciplinas com o mesmo tema ou da mesma área, assim, ao se formar, terá um certificado extra por ter cursado elas

A formação complementar tem que ser previamente informada ao colegiado de Ciências Sociais e ao colegiado da área que você pretende fazer as disciplinas. Para ter uma formação complementar você precisa cursar 360 horas em disciplinas do tema ou área que você escolheu. Essas disciplinas vão ser discutidas previamente com o coordenador da área. Ao escolher cursar a formação complementar você diminui 360h da sua carga horária total de disciplinas optativas. 

B. Formação Livre

Na formação livre você tem a possibilidade de cursar disciplinas de outros cursos, podendo escolher disciplinas eletivas na universidade inteira. Nesta opção de percurso, somente 120 horas, ou seja, 8 créditos, que serão integralizados.

C. Formação transversal

A formação transversal é formada por um conjunto de disciplinas que compõem um “mini-currículo”, abordando uma temática específica e com carga horária total de pelo menos 360 horas. Suas disciplinas são registradas normalmente no histórico escolar e o estudante que concluir uma Formação Transversal terá direito a um certificado próprio da formação.

Elas também podem ser utilizadas para integralizar a carga horária de Formação Complementar Aberta prevista nos cursos de graduação, e as disciplinas de uma Formação Transversal também podem ser cursadas de forma avulsa, para a integralização de créditos de Formação Livre.

Atualmente a UFMG oferece Formação Transversal em:

  1. Acessibilidade e Inclusão
  2. Culturas em Movimento e Processos Criativos
  3. Direitos Humanos
  4. Divulgação Científica
  5. Empreendedorismo e Inovação
  6. Gênero e Sexualidade – Perspectivas Queer/LGBTI
  7. Relações Étnico-Raciais, História da África e Cultura Afro-Brasileira
  8. Saberes Tradicionais

 

V. ORGANIZAÇÕES E INSTITUIÇÕES

Coletivo Retomada Epistemológica, Meios Jr., Revista Três Pontos, PET e grupos de pesquisa.

O Coletivo Retomadas Epistemológicas teve início no segundo semestre de 2019, com o nome de movimento anti-epistemicídio. A partir da indignação de um grupo de alunos acerca da falta de intelectuais e autores negros, indígenas e mulheres nas matérias obrigatórias e optativas do curso de ciências sociais, viu-se uma necessidade na construção de um movimento de alunos para a transformação das ementas e grade curricular do curso. 

“Sabemos da existência de diversos pensadores pertencentes a esses grupos sociais, entretanto há um processo de negação da existência desses autores por causa de sua cor, etnia e gênero. 

A partir disso, iniciamos esse coletivo que realizou atividades como rodas de conversa e um grupo de estudos que ocorria de 15 em 15 dias. Esses encontros tinham como intuito uma formação paralela ao curso em si, dessa forma nos reunimos para discussão de textos de pessoas negras, indígenas e mulheres.

Percebemos que em 2020/1 já houveram alterações na postura dos professores e matérias ofertadas. Mesmo assim ainda não chegamos ao ideal, por isso continuaremos com nossas atividades. Convidamos vocês a se juntarem a nós nessa luta e participarem de nossos eventos!! Sejam muito bem vindos!”

Meios – Empresa Júnior de Ciências Sociais

Instituída em 2006, a Meios Jr. é uma iniciativa discente cujo empenho central é promover a vivência de mercado do cientista social durante a graduação. Ao longo desses anos, serviu como referência para graduandos em Ciências Sociais, tanto da Universidade Federal de Minas Gerais, quanto de outras faculdades e universidades Brasil afora.

“A possibilidade de planejar e executar pesquisas para além do ambiente acadêmico é a principal fonte de atratividade da Meios perante essa comunidade. Acreditamos no nosso potencial para aprender, trocar e desenvolver, tal qual fizemos ao longo dos anos.”

Revista Três Pontos

A REVISTA TRÊS […] PONTOS, Revista do Centro Acadêmico de Ciências Sociais da Universidade Federal de Minas Gerais, criada em 2004, é um periódico com publicação semestral nos formatos impresso e digital, destinada a estimular a produção e divulgação de conhecimentos científicos entre graduandos(as) e recém-graduados(as), e promover o debate teórico e empírico sobre os temas de interesse das Ciências Sociais.

A Revista é uma iniciativa de estudantes da graduação da UFMG e tem abrangência ampla e plural no que diz respeito a posições científicas e político-ideológicas. São publicados artigos, resenhas, relatos de experiência, ensaios e entrevistas em língua portuguesa, advindos de qualquer instituição universitária do Brasil, inclusive de outros cursos, reiterando a importância de diversas perspectivas sobre temas que são compartilhados também por outras áreas do conhecimento.Além disso, a Revista também recebe ilustrações (colagens, desenhos e fotografias) em fluxo contínuo que são usadas para compor as edições.

Nossa Equipe Editorial é formada apenas por alunos e alunas da graduação e que trabalham de forma totalmente voluntária. A entrada é feita mediante processo seletivo anual, onde são avaliados interesse e disponibilidade para se dedicar às atividades da Revista. A participação como membro do Conselho Editorial é atividade geradora de créditos, contabilizando 02 (dois) créditos ao final de 06 (seis) meses, ou 04 (quatro) créditos ao final de 01 (um) ano de participação.

 

/RevistaTresPontos

 

 

O Programa de Educação Tutorial – PET é um programa que complementa a formação acadêmica dos alunos de graduação, proporcionando a eles atuação no ensino, na pesquisa e na extensão de forma a atingir um alto nível de excelência em sua futura atuação como educadores, pesquisadores e profissionais de matemática pura e aplicada.

 

Esse programa se desenvolve por grupos de estudantes, com tutoria de um docente, organizados a partir de formações em nível de graduação nas Instituições de Ensino Superior do País orientados pelo princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão e da educação tutorial.

O Programa faz seleções regulares anualmente, direcionadas para os alunos regularmente matriculados no 2º e 3º períodos das instituições de ensino superior. Seu propósito é fornecer uma educação tutorial para os estudantes logo no início de sua trajetória na Universidade, proporcionando uma caminhada diferenciada ao longo dos estudos. 

Atlética da FAFICH

  • Quais esportes têm para jogar? 

Futsal, vôlei, tênis, tênis de mesa, peteca, natação, handebol, basquete, atletismo, cheerleader, xadrez… 

  • E preciso ser boa para entrar? Tem anos que eu não jogo… 

Não!! A FAFICH não tem processo de seleção para entrada nos times, apenas venha com animação e a gente vai te receber muito feliz!! 

  • Onde são os treinos? 

Todos eles são feitos no CEU (Centro Esportivo Universitário), ele fica perto da UFMG e tem o ônibus interno (1 ou 2) que para lá na porta 

  • Mas como faço para entrar no CEU? 

Bom, você tem que fazer a associação com o clube, e o preço é (choquem!) 10 golpes para todo o semestre e aí você pode utilizar de todo o clube quando quiser! 

  • E como vou fazer essa associação / carteirinha do CEU? 

A nossa atlética recolhe os documentos e o money todo começo de semestre para fazer para os atletas – a gente vai passar nas salas avisando 

  • Tem festas da atlética?

Tem sim! Todas são feitas na própria Fafich e depois dos jogos sempre rola um encontrão 

  • Tem caneca, tirante, blusa e tudo mais?
    Oh, tem demais, depois entrem no Instagram @aafafich para ver os produtos

#vemsertilelê

VI. MinhaUFMG e MOODLE

a) MinhaUFMG https://sistemas.ufmg.br/

O MinhaUFMG é o sistema online da universidade em que você poderá ter acesso a funções primordiais ao aluno da graduação, como o acesso ao Siga (Sistema Acadêmico de Graduação), ao Moodle e também às suas notas e frequências. Para este acesso são necessários login e senha do minhaUFMG.

 

b) MOODLE https://virtual.ufmg.br/minhasturmas/

No site do Moodle você terá acesso a todas as atividades de cada dos seus semestres cursados 

 

c) SIGA https://sistemas.ufmg.br/aluno-grad

No site do SIGA (Sistema Acadêmico de Graduação), é onde você poderá consultar suas matrículas, ocorrências, planos de estudos, documentos autenticáveis, relatórios, etc.

VI. MinhaUFMG e MOODLE

VII. FUMP

A assistência estudantil aos estudantes da UFMG, fica por conta da Fundação Mendes Pimentel – FUMP. A Fump desenvolve Programas de Assistência Estudantil que visam facilitar o acesso à alimentação, saúde, moradia, transporte, aquisição de material escolar e outros projetos que auxiliam os estudantes a ter um bom desempenho acadêmico, reduzindo a evasão na Universidade.

Para ter acesso aos benefícios da Fump, entre eles, o de desconto nos restaurantes universitários, o estudante deverá preencher um questionário socioeconômico

(disponível no site da Fump), e depois reunir os documentos que lhe serão solicitados. De acordo com tais documentos, a Fump faz um análise socioeconômica e o aluno receberá um nivelamento (I, II, III ou IV). 

A partir deste nivelamento o aluno  passa a ter descontos nos Restaurantes Universitários (R.U.s), comumente conhecidos como Bandejões. Para demais benefícios, tais como moradia e bolsas de auxílio, o aluno deve se inscrever no prazo determinado pela Fundação, logo, para não perder essas informações fique atento a página do Facebook e ao site da Fump.

A sua classificação feita pela Fump não serve apenas para acessar os programas da fundação. Dentro do curso de Ciência Sociais da UFMG também usamos o critério FUMP para:

  • Bolsas de estudo no Cacs Línguas: o CACS subsidia, por meio de bolsas integrais, o curso de idiomas para todos os estudantes de Ciências Sociais. A seleção acontece de acordo com a disponibilidade de vagas e priorizando a classificação de níveis da FUMP: I, II, III, IV e geral.
  • Auxílios financeiros: para além das bolsas integrais no curso de línguas, os estudantes podem contar também com auxílios oferecidos pelo CACS que visam dar apoio financeiro para eventos acadêmicos, como auxílios para viagens a congressos e apresentações de trabalhos acadêmicos fora da UFMG, sendo estes os mais comuns. O  nivelamento da Fump é usado como um dos critérios para que o CACS conceda o auxílio solicitado pelo aluno.

 

 

VIII. REPRESENTAÇÃO ESTUDANTIL

As entidades estudantis  (Centros Acadêmicos, Direitos Acadêmicos, DCE e Grêmios) tem um papel fundamental na organização e representação dos estudantes. As gestões eleitas dessas entidades são responsáveis por organizar as demandas e reivindicações dos estudantes e fazer a mediação com a Diretoria das unidades, os colegiados de curso e a Reitoria. As entidades estudantis cumprem um papel político muito importante, tanto na luta nas questões relativas ao funcionamento interno da universidade, quanto nas lutas gerais do povo como um todo. No ano passado os CA’s, DA’s e DCE’s se mostraram como um dos principais articuladores na construção dos tsunamis da educação e no enfrentamento ao governo Bolsonaro. É também através dessa entidades que são realizadas assembleias, recepções de calouros, semanas acadêmicas e atividades culturais.

 

 

As entidades em que os estudantes do curso de Ciências Sociais estão representados são: 

 

  • CACS (Centro Acadêmico de Ciências Sociais): fica na sala 3086 e representa todo o corpo discente do curso de Ciências Sociais;
  • D.A FAFICH (Diretório Acadêmico da Fafich): sediado na sala 2072, cuja o objetivo é representar todos os estudantes (graduação e pós) da unidade; 
  • DCE (Diretório Central do Estudantes): representa todos os estudantes da UFMG, graduandos e pós graduandos. A sede do DCE fica na Praça de Serviços, e essa entidade, além de representar os estudantes, é responsável por manter o diálogo entre as entidades da universidade.

IX. DESAFIOS PARA 2020




#FORAWEINTRAUB


#ENFRENTAROBOLSONARONASRUAS

O ano de 2019 foi marcado por uma série de ataques à educação pública e à classe trabalhadora. Ataques esses que não são uma novidade, mas se mostram como uma intensificação do desmonte dos serviços públicos e das conquistas dos movimentos sociais ao longo dos anos. Um projeto neoliberal que, em tempos de governo Bolsonaro, mostra sua face autoritária e fascista.

A juventude e o movimento estudantil, no entanto, tem mostrado sua força nas ruas. Com os tsunamis da educação, os estudantes mostraram a sua disposição em defender a educação pública e para enfrentar os desafios colocados pelo governo Bolsonaro.

No ano de 2020 os ataques do governo e a perseguição do seu ministro, Weintraub, às universidades públicas continuam, com a MP do Interventor (MP 914/19), o Future-se e a Reforma Administrativa, que atacam a autonomia universitária, submetem a pesquisa e a extensão aos interesses do capital privado e impõem uma lógica de produtividade para professores incompatível com o ensino de qualidade.

Por isso é extremamente importante que estejamos organizados no nosso CA, no DA, no DCE, nos nossos movimentos e coletivos para enfrentar os desafios que se colocam para os estudantes e para toda a classe trabalhadora.

Obrigada!!

Centro Acadêmico de Ciências Sociais – Gestão Camará

Tel: (31) 3441- 4603

E-mail: gestao@cacs.org.br

Endereço: Av. Antônio Carlos, 6627, FAFICH/UFMG Sala – F-3086

Gestão Camará – gestao@cacs.org.br